Tributação Justa
Liberdade de Comércio
Direitos ao Consumidor
Desenvolvimento com Sustentabilidade
 
NEWSLETTER

Cadastre-se para receber novidades




Porto Alegre atinge faixa mais alta do IDH dos municípios


02/08/2013
Com crescimento de 8,2 % no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), entre 2000 e 2010, Porto Alegre agora está situada na faixa de Desenvolvimento Humano Muito Alto, o topo da escala do Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento (Pnud) par

A Capital gaúcha é a única cidade do Estado em tal categoria e ocupa o 28º lugar no ranking dos 5.565 municípios brasileiros. Entre as capitais, Porto Alegre está em sexto lugar, empatada com São Paulo (SP). No total, 40 cidades do país estão na categoria de Desenvolvimento Humano Muito Alto.

Depois de Porto Alegre, Carlos Barbosa, na Serra Gaúcha, é a segunda cidade do Rio Grande do Sul melhor situada no ranking, em 53º lugar, com IDHM de 0,796. Os municípios gaúchos têm IDHM de 0,746. Nas três dimensões do índice - renda, longevidade e educação -, Porto Alegre tem 0,867 para renda (contra 0,769 no RS), 0,857 em longevidade (0,840 no RS) e 0,702 em educação (0,642 no RS).

Educação, aliás, é a dimensão na qual a cidade registrou maior avanço entre 2000 e 2010, com 14,7% de crescimento. Em 2000, a cidade havia obtido resultado de 0,612. Essa dimensão também é o mais problemático para o país, com 0,637 nas cidades brasileiras.

Entenda IDH e IDHM - O IDHM, como indica o nome é a aplicação do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) aos municípios. Embora ambos os índices considerem as mesmas dimensões de desenvolvimento humano - longevidade, educação e renda - são processos diferenciados de mensuração. Não é possível, portanto, estabelecer comparação entre IDH e IDHM. O IDH foi desenvolvido pelo Pnud em 1990 e é utilizado para medir o desenvolvimento humano de países. O IDHM surgiu oito anos depois e serve para estimar o desempenho dos municípios brasileiros - o país foi pioneiro na adaptação do cálculo do IDH às localidades. Tanto IDH quanto IDHM trabalham com escalas de valor mínimo 0 e valor máximo 1. A escolha das dimensões - longevidade, educação e renda - assume o entendimento de que qualidade de vida está relacionada à possibilidade de existência longa e saudável, acesso a conhecimento e oportunidade de desfrutar de condições dignas.

EDUCAÇÃO - Reafirmando,  Porto Alegre teve um bom desempenho no crescimento da dimensão Educação - subimos 14,7% de 2000 para 2010. Educação, no entanto, está mal no Estado. Porto Alegre não é destaque no quesito seja no Estado ou no país. Casca, em 107º lugar no ranking nacional do IDHM Educação, é a cidade gaúcha melhor colocada. Porto Alegre está em 331º lugar no ranking nacional no quesito. No Estado, é a 23ª.


 
Usuário:
Senha: